top of page
Buscar
  • Foto do escritorvanperdigao87

O que você deveria saber sobre: Doenças autoimunes e disbiose

Atualizado: 31 de jul. de 2023


Nosso intestino é composto por uma grande diversidade de bactérias. Dentre as diferentes espécies bacterianas, podemos encontrar as que são benéficas (protegem nosso intestino), assim como outras que podem prejudicar nosso organismo. Em condições normais, o intestino proporciona um equilíbrio homeostático, favorecendo um ambiente saudável e evitando que haja um crescimento exacerbado de bactérias potencialmente patogênicas (1).


Mas o que acontece quando essa homeostase intestinal é interrompida? Poderá surgir um desequilíbrio na composição bacteriana, alterações metabólicas bacterianas ou alterações na distribuição das bactérias no intestino, delineando o termo “disbiose intestinal”. A disbiose pode estar relacionada com a perda de bactérias benéficas, em outros casos pode ocorrer um supercrescimento de bactérias patogênicas, bem como a perda da diversidade bacteriana de uma forma geral.


A disbiose por sua vez, pode causar uma condição chamada Síndrome do Intestino Permeável. Nessa condição, há um aumento da permeabilidade da parede do intestino, fazendo com que partículas de alimentos mal digeridos, bactérias, fungos e toxinas entrem na corrente sanguínea (1).


E qual a relação entre disbiose, síndrome do intestino permeável e doenças autoimunes?

Quando esses elementos atingem a corrente sanguínea, o sistema imune não os reconhece e começa a atacá-los. Dessa forma há um desencadeamento de reações inflamatórias que acabam causando danos aos nossos tecidos. Ao longo do tempo, esse processo inflamatório causado pelo comportamento anormal do sistema imune pode atingir diversos tecidos e órgãos, provocando as doenças autoimunes.


Na literatura, podemos encontrar artigos que relacionam disbiose a diversas doenças autoimunes como lúpus eritematoso sistêmico, diabete tipo 1, esclerose múltipla, artrite reumatoide, doença celíaca, dentre outras (1, 2).


No livro “The TIGER Protocol: An Integrative, 5-Step Program to Treat and Heal Your Autoimmunity” o médico e escritor Dr. Akil Palanisamy, relata que na sua experiência clínica quase todos os pacientes com doença autoimune apresentam algum grau no aumento da permeabilidade intestinal. Ele enfatiza que, sem dúvida alguma, a permeabilidade intestinal e um dos fatores-chave a ser tratado para os portadores de doença autoimune (3)


Mas afinal, o que causa a disbiose ?

Dieta, genética e estilo de vida são os principais fatores que influenciam o processo da disbiose. A dieta ocidental, caracterizada pelo consumo em excesso de alimentos industrializados somada a outros aspectos como falta de exercício físico, falta de exposição ao sol, sono insuficiente, aumento do estresse, tabagismo, poluição ambiental, contribui fortemente para haver um desequilíbrio da microbiota intestinal, podendo provocar diversas doenças (4).


Estudos mostraram que dietas ricas em gorduras e baixa ingestão de alimentos ricos em fibras, provoca uma diminuição na produção de elementos importantes que protegem nosso intestino produzidos pelas bactérias benéficas da nossa microbiota. Um desses compostos é o butirato, um importante ácido graxo que atua fortalecendo a barreira intestinal, contribuindo para a redução na permeabilidade intestinal - importante fator envolvido na síndrome do intestino permeável (mencionado no texto acima). (4)


Por outro lado, acredita-se que uma dieta rica em micronutrientes e fibras juntamente com a redução do consumo de gordura saturada, gordura trans, açúcar e farinhas refinadas e alimentos processados tenha um importante efeito protetor em relação a disbiose intestinal (4,5).




Referências Bibliográficas


1- Kinashi, Y., Hase, K. Partners in Leaky Gut Syndrome: Intestinal Dysbiosis and Autoimmunity. Front Immunol (2022). Doi: 10.3389/fimmu.2021.673708

2- Marietta, E., Mangalam, A.K, Taneja, V., Murray, J.A. Intestinal Dysbiosis in, and Enteral Bacterial Therapies for, Systemic Autoimmune Diseases. Front Immunol (2020). Doi: 10.3389/fimmu.2020.573079

3- Palanisamy, A. (2023). The T.I.G.E.R. Protocol: An Integrative 5-Step Programme to Treat and Heal Your Autoimmunity. Headline Home Publisher

4- Malesza, I.J et al., High-Fat, Western-Style Diet, Systemic Inflammation, and Gut Microbiota: A Narrative Review. Cells (2021). Doi: 10.3390/cells10113164

5- Sonnenburg, E.D., Sonnenburg, J. L. Starving our microbial self: the deleterious consequences of a diet deficient in microbiota-accessible carbohydrates. Cell Metab (2014). Doi: 10.1016/j.cmet.2014.07.003


8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page